Maternidade e Sofrimento Psíquico

✏ Ao contrário do que a sociedade normalmente prega, que a gestação é um momento de intensa alegria, é também um período de intensas alterações de humor.
Muitas mulheres vivenciam a maternidade com algum nível de sofrimento psíquico, físico e social no período pré e pós-parto.

Observa-se sentimentos de tristeza contínuos ou de diminuição da capacidade de sentir prazer, principalmente nos primeiros dias do pós-parto, ao que chamamos de blues puerperal.

Caso essas mães não sejam assistidas adequadamente, poderá evoluir para uma depressão pós-parto e alguns casos mais graves como a psicose puerperal.

A grande questão é que por medo, vergonha ou culpa, a maioria das mulheres não expressam o turbilhão de sentimentos que sentem diariamente. Isto pode acontecer em função de vários motivos: falta de apoio familiar adequado, cobrança social de uma mãe perfeita, medo de ser julgada, dentre outros.

⚠️ Por isso, mães, expressem-se! .

Suzanne Leal

One Reply to “Maternidade e Sofrimento Psíquico”

Deixe uma resposta