A solidão materna


Muitas vivenciam diariamente esse sentimento. A falta de apoio e compreensão são sentimentos comuns e diários a muitas mães.


Infelizmente muitas mães foram ou serão duramente criticadas. E precisamos ter ciência disso para não adoecermos.
Vão querer te ensinar e criticar sobre muitas coisas, mas lembre-se que o jeito certo é o seu.
Vão querer te dizer que você não faz o seu melhor, mas só você sabe de quantas coisas abdicou para cuidar e estar com seu filho… de todo o esforço diário, mesmo nos momentos de impaciência e cansaço.
Vão te dizer que você não se importa, mas tudo o que você fez foi se importar se o seu filho comeu, dormiu, sentiu dor, sorriu, descansou.


Vão te criticar pelas suas escolhas, vão te dizer que é frescura, controle e por aí vai… quando na verdade, tudo que você fez foi ir atrás de conhecimento para fazer o melhor pelo seu filho.
Vão te criticar por estar cansada (mentalmente e fisicamente), dizer “teve filho, agora aguenta”, quando na verdade você não está cansada do seu filho, você está humanamente cansada e seu corpo precisa se renovar.
A maioria do que você faz não será reconhecido, a maioria das suas escolhas não serão aprovadas.
Tudo isso vai doer… doer de chorar inconsoladamente!

Mas tenha certeza, ao olhar os olhos do seu filho, ao vê-lo sorrir quando te vê, é você que está fazendo do mundo dele… um mundo melhor!
Busque ajuda, busque apoio!
Mamães, apoiem-se! Sejam empáticas e recíprocas umas com as outras.
A solidão materna é mais comum do que se imagina. Por medo, muitas se calam! Por medo, muitas adoecem!
Aos familiares que estão próximos, ajudem, apoiem!
Uma mãe não precisa de crítica, ela precisa de apoio e compreensão!



Suzanne Leal
Psicóloga
@diarioampla
@slilustracoes

One Reply to “A solidão materna”

Deixe uma resposta