Por quê adiamos a nós mesmos?

Vivemos uma constante correria diária.

 

Nos doamos ao trabalho, as tarefas da casa, ao outro e por aí vai.
Mas por quê muitas vezes esquecemos de nós mesmos? Por quê adiamos o nosso autocuidado? Nosso momento consigo mesmo. Por quê às vezes nos tratamos tão mal?


Adiamos (ou deixamos de fazer) um momento de descanso em função de compromissos que não nos fazem bem.
Quando me refiro ao autocuidado, me refiro ao sentido Total da palavra, cuidar da mente, do corpo, do espírito. Estar bem consigo mesmo e a busca pela paz espiritual.
Muitas vezes nos doamos quase integralmente ao trabalho e o tempo que sobra, abdicamos em favor do outro. Não que não devemos acolher o outro vez ou outra. Mas para que possamos acolher o outro, precisamos estar bem, precisamos primeiro cuidar de si.


São tantos pequenos detalhes que passam desapercebido no nosso dia a dia, tantos momentos que deixamos de lado. A gente se anula, esquece de si, esquece os próprios sonhos, os desejos, as vocações.
Qual sua vocação? Seu desejo de verdade? Você ainda lembra?
Sem nos darmos conta, entramos no automático. Esquecemos quem somos, o que queremos, o que gostamos.
E responder a simples pergunta “quem sou eu” se torna uma das tarefas mais difíceis de fazer.
Quem é você?

Suzanne Leal
@diarioampla
@slilustracoes

Deixe uma resposta