Todo Estado opressor é um macho estuprador

Insanidade no olhar de Albert Einstein é esperar resultados diferentes fazendo as mesmas escolhas, e é disso que precisamos conversar quando estivermos em nosso sofá antes de ligarmos a TV, o quanto somos hipócritas e medíocres.

Nas eleições passadas gritamos para todos ouvirem: Vocês estão escolhendo para este país não um homem, mas uma ideologia. E o gado alienado achou que estávamos falando de Bolsonaro e Cia, e não nos ideais que estes representam, no discurso do cidadão de bem, da família tradicional, da escola sem partido, enfim, no discurso do SUJEITO MORAL.

O que o gado desconhece é que quem estupra é sempre a autoridade, pois o sujeito estuprador é o sujeito moral por excelência e que o estupro moraliza, pois coloca a mulher em seu devido lugar, no lugar do uso perverso de seu corpo.

O estupro não é desejo sexual, não é libido desenfreada, pois sequer é ato sexual. É um ato de poder, de dominação, é um ato político, veja a fala do então deputado Bolsonaro quando se dirigiu à deputada Maria do Rosário dizendo que não a estuprava porque ela não merecia. Porque é isso mesmo, os malditos se apropriam, controlam e reduzem as mulheres por meio da apreensão de sua intimidade.

E eles fazem isso tão bem que são defendidos até mesmo por outras mulheres incapazes de perceber que elas já nascem culpadas dentro deste modelo tão defendido pelo sistema religioso pois se baseia no controle e na disciplina das mulheres, isso se corrobora na fala da ministra da Mulher, Damares Alves, quando afirma que as mulheres são estupradas porque não usam calcinhas.

São essas narrativas morais as mais diversas que apoiam essa ordem política de dominação e somente dentro dessa ideologia é que se pode afirmar o imponderável: Ele estuprou sem a intenção de estuprar – Estupro Culposo.

Por trás deste juiz e deste estuprador há uma ideia: a sustentação da ordem política fundamentada no patriarcalismo.

O estupro impõe à mulher um limite: O limite de seu próprio corpo.

Jairo Carioca, Psicanalista, Teólogo, Escritor, Poeta e Pesquisador sobre o Uso Perverso da Corporeidade Feminina no Laboratório de Educação, Gênero e Sexualidades da UFRRJ.

Imagens: PixaBay

Deixe uma resposta