Como motivar alguém?

Parece uma pergunta fácil de responder ou que muitos esperam uma resposta pronta.

Não existe fórmula mágica, não é sobre isso ou aquilo. Motivar também não é algo que se possa “dar” a alguém. Podemos apenas oferecer ferramentas para tal.

Mas quê tipo de ferramentas?

Primeiro preciso saber o que você dispõe em si mesmo. Quais seus mecanismos, suas habilidades, seus desejos (reais), quais seus pontos fortes e suas dificuldades, sobre o que está disposto e sobre o que não está…

Motivar-se trata-se de um processo de autoconhecimento! E é preciso estar disposto a mergulhar em si mesmo.

Foto por Tirachard Kumtanom em Pexels.com

Questionamentos essenciais:

– O quê me motiva a viver?

– O quê realmente acende uma chama na minha alma?

– Qual minha vocação?

– No quê realmente sou bom?

“Tal coisa me motiva, me encho de esperança e ânimo, mas logo me desanimo e desisto”.

Então questione-se:

– O quê aconteceu que me fez desistir? Não acredito ser capaz? Descobri que não é isso realmente que eu quero? Mesmo eu desejando algo, é mais cômodo viver como estou agora? Parece algo impossível de conseguir? Trata-se de um desejo com possibilidades reais?

– Sinto que minha saúde mental não está bem? Neste caso, já procurou ajuda especializada? Depressão e ansiedade podem estar presentes nesse processo e dificultar seu processo de crescimento. A ajuda profissional será de grande auxílio.

Foto por Andrea Piacquadio em Pexels.com

Mergulhe nesse processo de autoconhecimento. Não tenha medo de buscar ajuda. As ferramentas motivacionais serão construídas dentro de você. Encontrar o seu “eu” verdadeiro e real é o primeiro passo.

Por isso, para motivar alguém é preciso que o outro esteja disposto a entrar num processo de autoconhecimento para que possa descobrir suas ferramentas próprias de crescimento.

Suzanne Leal
@suzannelealpsi
@diarioampla

Deixe uma resposta