time for change sign with led light

Mudanças significativas no mundo

Mudanças significativas estão ocorrendo no mundo, alterando nossa percepção da realidade. É hora de refletirmos sobre essas transformações e o impacto que isso deve causar em nossas vidas. Por um lado, se optarmos por fechar os olhos perante a situação, optando por nos apegarmos à volta a um estilo de vida baseado no egoísmo, preferindo pela vantagem pessoal, corremos o risco de vivenciarmos novas e piores catástrofes de todos os tipos. Por outro lado, entretanto, se escolhermos uma vida baseada no amor e respeito mútuos, com a observância da proteção ao meio ambiente, poderemos enfim viver uma nova e próspera era, de felicidade, abundância e plenitude universais.

Pestes, doenças, colapso do equilíbrio da natureza, rupturas na economia e falência nos sistemas políticos são o resultado de nossa forma de pensar e atuar sobre o mundo. Querer vantagem pessoal em detrimento de nossa saúde mental e física, retirando o máximo proveito de tudo e de todos, sem oferecer nada em troca, levou o mundo ao estágio em que nos encontramos. É o limiar de uma nova era, onde teremos que optar pela maneira que desejamos viver daqui para a frente.

publicidade

O modelo de viver em sociedade é rigorosamente falido, nos termos atuais. Vivemos ainda baseados em uma forma retrógrada de crescimento econômico, que não respeita o ser humano, muito menos a natureza. Isso tem o seu preço, como estamos vendo. Pessoas doentes e poluição ambiental, a troco de algumas parcas moedas no bolso, que serão trocadas por mais objetos inúteis logo na primeira liquidação de uma rede de lojas mais próxima.

O sofrimento decorrente de mudanças pode ser penoso, até certo ponto, mas colocarmos em prática uma nova forma de viver é inevitável. Podemos nos preparar e adaptar, de forma consciente e responsável, para uma nova fase mundial. Caso queiramos insistir no velho modelo social e econômico, seremos forçados a mudar pela dor, às custas de muitas perdas materiais e até de vidas humanas. 

A escolha é nossa: queremos viver no paraíso ou continuar sofrendo com as mazelas produzidas pelas nossas intervenções estúpidas? Uma nova forma de viver é necessária e é inevitável que aconteça. Podemos fazer essa transição de maneira amorosa ou sofreremos todos as consequências de nossas escolhas. Sejamos todos, portanto, a mudança que queremos no mundo.

Este artigo foi útil pra você?

Denis Schaefer
Denis Schaefer

Cabalista, escritor e palestrante; oficial da reserva da Marinha do Brasil; Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo.
Instagram: @schaeferdenis e @estudos_da_cabala

Você também pode gostar

Quer publicar seu artigo no Diário Ampla?

Clique aqui e saiba como.

Pesquise por categoria

Artigos em destaque

portrait of girl in autumn weather

Reflexão Global

Estamos em um momento oportuno de reflexão global, em que todos percebem, de alguma maneira, que não podemos mais seguir vivendo do mesmo modo que vivemos até aqui. Líderes mundiais não sabem mais o que fazer nos dias de hoje, pois pensam conforme princípios estabelecidos há séculos, quando o que importava, basicamente, era o crescimento…

close up photo of woman leaning on vehicle posing

Como aumentar sua autoconfiança

Construir autoconfiança requer um forte sentido de autoestima. As pessoas autoconfiantes conseguem olhar para as suas vidas de uma forma mais positiva e geralmente estão mais satisfeitas e respeitam a si mesmas. Caso você possua baixa autoconfiança, ela pode ser desenvolvida como qualquer outra habilidade. publicidade Se você não acreditar em si mesmo, quem acreditará?…

photo of woman carrying child

Abandonei meus sonhos ao escolher ser Mãe?

Texto curto, simples e sincero. Um recado para as mães, leia abaixo: publicidade Há dias que nos sentimos paralisadas e frustradas.Tantas coisas queríamos fazer, tantos sonhos em segundo plano.No entanto, não sobra espaço, nem tempo, nem disposição…Bate angústia, cansaço… Mas dentre todo esse turbilhão de momentos confusos, é importante lembrar: eu não falhei, nem desisti.Escolhas…

Deixe uma resposta