black and white woman dark model

Depressão e Dor Crônica

“A coisa mais corajosa que fiz foi continuar minha vida quando eu queria morrer.”
(Juliette Lewis)

É importante frisar que a dor crônica vai além da dor física. A relação entre dor crônica e depressão é tão real que geralmente o diagnóstico de dor crônica está associado a um diagnóstico de depressão. Não é regra, mas é bastante comum.

A depressão clínica é um estado psicológico que traz sentimentos de desesperança, vazio emocional, falta de motivação, dentre outros. Também apresenta sintomas físicos como dor, fadiga e dificuldade para dormir (ou sono em excesso). Isto acontece porque a depressão causa a desregulação de neurotransmissores. Nem sempre há uma causa que possa ser identificada, mas os sintomas podem ser tratados.

A dor crônica e suas repercussões, ainda pouco discutida e quase nunca tratada de forma global, é um dos maiores problemas de saúde, levando ao consumo excessivo de medicações, estados depressivos, sentimento de incapacidade e limitações de todos os tipos, além de intenso sofrimento diário.

publicidade

Recursos Terapêuticos para atuar com o paciente com Dor Crônica

Como comentado acima, parece óbvio que quem sofre de dor crônica, parece também sofrer de depressão (mas não é regra).

Analisando como o estresse funciona no corpo, não é difícil entender as razões desta relação. Quando a pessoa sofre de dor crônica, os sinais de luta e fuga estão constantemente em alerta máximo. Sem o estado de relaxamento, o corpo se sobrecarrega, deixando o organismo mais vulnerável à doenças e, consequentemente, a sinais de dor. Conviver com dor pode levar a estados de desânimo, tristeza, irritação, etc.

Por isso, o tratamento é importante.

Qual tratamento a pessoa deve fazer?

Apesar de haverem inúmeras sugestões de tratamento para dor crônica e depressão, o profissional especializado é quem irá avaliar de forma cuidadosa quais são as necessidades de cada indivíduo, já que cada ser humano é único.

Busque o profissional especializado.

A Psicoterapia com a abordagem em Terapia Cognitivo Comportamental pode ajudar no gerenciamento da dor e na busca por melhor qualidade de vida.

Para ajudar uma pessoa que sofre de dor crônica, é importante compreender qual a crença primária em relação a própria dor. Apesar da depressão ser um fator comum relacionado, outros fatores podem estar envolvidos.

Este artigo foi útil pra você?

Suzanne Leal
Suzanne Leal

Psicóloga @suzannelealpsi

Publique seu artigo no Diário Ampla.

Clique aqui e saiba como.

Você também pode gostar

Pesquise por categoria

Deixe uma resposta