multiracial couple arguing with each other in street

Você sabota seus relacionamentos?

Você conhece alguém novo e se sente feliz por um tempo. A conexão é ótima e os momentos juntos são maravilhosos.

Sem motivo aparente você cancela compromissos, não responde mensagens. Seu parceciro expressa frustração e logo termina o relacionamento.

Caso tenha se identificado com a descrição acima, você pode estar sabotando seus relacionamentos.

publicidade

O motivo?

Várias questões podem estar relacionadas, vai depender da história de vida de cada um. Uma das principais razões é o medo da intimidade. Em muitos casos, a intimidade pode estar ligada a experiências negativas anteriores, principalmente na infância. São questões que talvez você nem perceba.

Outro ponto é o medo do abandono. Muitas pessoas têm medo de serem abandonadas pelas pessoas que ama e preferem ficar sozinhas para não sofrerem com o sentimento de abandono. Outras têm medo de perderem a identidade ao se relacionar com o outro.

Alguns sinais:

– Você evita situações de maior contato íntimo: aproximação da família do parceiro, morar junto, etc.

– Você nega os sentimentos do parceiro, ignorando-o, principalmente se você o magoa.

– Você termina relacionamentos por motivos pequenos, justificando que não encontra a pessoa certa.

– Você tenta controlar o parceiro e constantemente o acusa de ser infiel.

– Você aponta falhas frequentes no parceiro.

– Você evita encarar a resolução de problemas no relacionamento.

– Você guarda rancor e constantemente traz à tona sem motivo aparente.

publicidade

Identificou-se com os padrões acima?

A psicoterapia é o primeiro passo para avaliar a autossabotagem. Um profissional especializado poderá ajudá-lo a identificar comportamentos e pensamentos disfuncionais.

Lembre-se, comunicar seus sentimentos é o primeiro passo para desenvolver uma conexão forte com seu parceiro. Expresse seus medos, preocupações e dúvidas. Ao falar claramente, algumas incertezas são evitadas e, consequentemente, há uma diminuição da ansiedade presente no comportamento de autossabotagem.

Valorize sua realidade atual e os momentos bons que estão sendo vividos com a pessoa que você escolheu.

Cuidado para não comparar com relacionamentos passados que fracassaram.

Este artigo foi útil pra você?

Publique seu artigo no Diário Ampla. É gratuito!

Clique aqui e saiba como.

Você também pode gostar

Pesquise por categoria

Deixe uma resposta