calm woman behind tree bark in park

Já ouviu falar em reenquadramento cognitivo?

Trata-se de uma técnica usada para mudar sua perspectiva sobre algo. É bastante utilizada para mudança de padrões de pensamentos negativos ou distorcidos da realidade. Poderá ser aplicada com a ajuda de um psicoterapeuta, neste caso, chama-se reestruturação cognitiva.

No caso do reenquadramento, a ideia é tentar olhar para uma situação de uma forma diferente, através de novas lentes. Quando isto ocorre, seu pensamento muda e, consequentemente, seu comportamento.

Um exemplo, é poder mudar a sua perspectiva diante de uma doença crônica, não no sentido de que você a veja como algo positivo, mas no sentido de buscar maneiras mais saudáveis de lidar com a doença, sem deixar que os pensamentos negativos em relação à doença, o limite para a sua vida.

É uma técnica que pode ajudar diante de questões como ansiedade, depressão, doenças crônicas, distúrbios da dor, baixa autoestima, dentre outros.

publicidade

Você pode praticá-la diariamente:

– Tente buscar outro ponto de vista sobre algo que incomoda.

Questione-se: há outras maneiras de lidar com essa situação? Como eu poderia fazer diferente? Quais os outros caminhos possíveis?

– Valide seus sentimentos

É importante sempre reconhecer o que está sentindo. Assim, você conseguirá elaborar seus sentimentos, abrindo uma perspectiva para outras formas de enfrentamento.

O reequadramento cognitivo pode ser difícil inicialmente, pois além de ser algo que requer muita prática, levanta questões em que você precisa ser honesto consigo mesmo, principalmente ao identificar pradrões negativos sobre os próprios pensamentos.

Observe pensamentos de culpabilização, catastrofização e negatividade. Questões como ‘positividade tóxica’ também podem ser inclusas aqui (leia mais sobre isso).

Ao buscar ajuda de um psicoterapeuta, a Terapia Cognitivo Comportamental será eficaz para trabalhar técnicas de reestruturação cognitiva.

Gostou desse artigo?

Suzanne Leal
Suzanne Leal

Psicóloga
@suzannelealpsi

Publique seu artigo no Diário Ampla.

Clique aqui e saiba como.

Você também pode gostar

Pesquise por categoria

Deixe uma resposta